A ETE Compacta é constituída essencialmente por um Reator Biológico de Contato (RBC) (Biodiscos), em PRFV, fabricado por nossa parceira Miranda, seguido por sistema de cloração. Para a opção de reuso do efluente tratado será acrescentando um filtro de areia, ou um sistema de ultrafiltração com membranas.

O sistema é modular, compacto, esteticamente agradável, facilmente expansível e extremamente durável, por ser virtualmente não corrosivo.

Apresenta baixo nível de ruído, não exala odores, e proporciona reduzido consumo de energia elétrica, quando comparado a outros sistemas aerados de tratamento.

Os biodiscos são unidades de tratamento biológico aeradas, em que os microrganismos aderem aos discos, que são rotacionados constantemente, utilizando um pequeno motor.

A parte dos discos que está fora do líquido a ser tratado, em contato com o ar atmosférico promove a aeração necessária aos microrganismos; não há necessidade de fontes externas de aeração com aeradores mecânicos nem com injeção de ar soprado.

Quando esta parte dos discos entra novamente em contato com o meio líquido a matéria orgânica é absorvida pelos microrganismos aderidos e o oxigênio disponível é consumido. Este ciclo se repete através de lentos movimentos de rotação dos biodiscos.

 

Clique na imagem para ver apresentação completa